• Mário Verri

Vacinação dos profissionais da Educação é uma conquista da Frente Parlamentar

Vereadores Ana Lúcia Rodrigues, Mário Verri e Onivaldo Barris lutaram pela imunização da categoria, para que as aulas presenciais sejam retomadas na cidade


A notícia da vacinação contra Covid-19 para profissionais da educação básica a partir desta sexta-feira (11), em Maringá, foi recebida com alegria pelos ex-membros da Frente Parlamentar de Educação - que em abril se tornou a Comissão Extraordinária da Educação da Câmara Municipal. Os vereadores Ana Lúcia Rodrigues (PDT), Mário Verri (PT) e Onivaldo Barris (PSL) lutaram desde fevereiro pela categoria, no intuito de acelerar o retorno com segurança das aulas presenciais no município em meio a pandemia. A primeira dose da vacina está sendo aplicada nos trabalhadores da educação com idades entre 18 a 59 anos. A imunização acontece no Restaurante Universitário (RU) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) Pinheiros e Tuiuti, mediante comprovação de vínculo com o setor.

A Frente Parlamentar de Educação foi criada em 5 de fevereiro deste ano - conforme a Portaria nº 71/2021 -, para avaliar o retorno às aulas nas redes públicas e privadas de Maringá. Os vereadores fizeram visitas em alguns estabelecimentos para verificar in loco quais medidas foram adotadas para o início do ano letivo, além de realizar reuniões e audiência pública com responsáveis pela educação municipal, estadual e particular da cidade.


Os debates ocorreram com a promotora de Justiça do Ministério Público (MP), Michele Nader; secretária de Educação Tânia Regina Periotto; secretário de Saúde Marcelo Puzzi e representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Maringá (Sismmar); Sindicato das Escolas de Educação Infantil (Sinfantil/NOPR); Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Maringá (Sinteemar); Sindicato Estabelecimentos Particulares de Ensino Noroeste Paraná (Sinepe); Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública no Paraná (APP); Núcleo Regional de Educação de Maringá (NRE); Conselho Tutelar e de grupos de mães.


Na época, o grupo de vereadores concluiu que o retorno só poderia ocorrer com segurança quando os profissionais da educação fossem imunizados, medida adotada neste momento pela prefeitura do município. O excelente trabalho deles resultou na criação da Comissão Extraordinária de Educação, que substituiu a Frente Parlamentar de Educação. Em eleição durante sessão ordinária, Ana Lúcia, Mário Verri e Onivaldo Barris foram novamente escolhidos para integrar a nova comissão permanente da Câmara de Maringá. O primeiro mandato do grupo vai até o dia 31 de janeiro de 2023, de acordo com o projeto de resolução 899/2021.

A Comissão Extraordinária de Educação acompanha e cobra a execução do Plano Municipal de Educação; avalia todas as ações e iniciativas relacionadas ao tema no município, inclusive as implementadas pela prefeitura de Maringá; apoia os processos de qualificação profissional dos docentes na rede pública; promove discussões públicas com a comunidade educacional e a sociedade civil organizada sobre o ensino, além de garantir uma educação inclusiva para as crianças especiais atendidas nos centros de educação e escolas municipais.


“Eu me sinto honrado em ter ajudado a acelerar a vacinação dos trabalhadores da rede básica de educação, pois a categoria merece e a população também. Assim, as aulas presenciais poderão ser retomadas o quanto antes nas escolas e nos Centros de Educação do município, suprindo a necessidade dos alunos e também dos pais e responsáveis por eles, que tanto esperam o retorno presencial deste ano letivo”, ressalta Mário Verri.


SERVIÇO

Neste sábado (12), a vacinação contra a Covid-19 para os trabalhadores da educação básica com idades entre 18 a 59 anos. A imunização será feita no RU da UEM, das 8h às 14h.


38 visualizações